quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Açores - São Miguel...

Apesar de já ter estado na ilha de São Miguel, Açores, tinha muita vontade de voltar e além desta ilha adorava fazer outras ilhas. Esse desejo de visitar outras ilhas não se concretizou e mais uma vez apenas voltei à ilha de São Miguel. 
Estive na ilha há dezasseis anos atrás e com o turismo a aumentar exponencialmente, sabia que já não ia encontrar a ilha da forma como a tinha idealizado na minha cabeça. Mas não me desiludiu.
Claro que antes a ilha tinha menos turismo, era mais rural e com muito menos pessoas em certas regiões. Mas claro que o que é bonito tem que se ver, alguns locais da ilha estão cheios de turistas, mas mesmo assim, consegue-se viver o que a natureza tem para oferecer.
Fiquei na ilha sete noites e mais uma vez na Fajã de Baixo, localidade situada perto de Ponta Delgada.



Lagoa das Sete Cidades
Uma das lagoas mais conhecidas da ilha pela particularidade de uma das lagoas ser azul e a outra verde. Claro que isto acontece pelas sombras das montanhas envolventes. Sem dúvida que as lagoas e a natureza envolvente oferecem à ilha a beleza característica.




Lagoa do Fogo
Até achei esta lagoa mais bonita que a Lagoa das Sete Cidade, mais rural e sem casas a envolve-la. Desta vez apenas observei a Lagoa do alto e não fiz a caminhada até ao fundo. Uma das coisas que mais me agrada neste tipo de férias é calçar uns ténis e fazer-me ao caminho. Mas por vezes o tempo não é suficiente para ver e usufruir da ilha.




Caldeira Velha
Esta era uma das imagens que eu tinha na cabeça quando me lembrava das férias que tinha passado aqui na ilha. Cascatas e lagoas de água quente no meio da montanha. E claro, o fato de se conseguir usufruir disto sem ninguém à volta. A diferença agora é que já é um ponto turístico com entrada paga e com muita gente em cada lagoa. A sensação de natureza e calma é sem dúvida afetada.




Caldeira Velha




Poça da Dona Beija
Mais um sítio impressionante pelas piscinas de água quente. Agora arranjadas em cinco pequenas piscinas com água a rondar os 40º. Em Agosto claro que estava cheio de gente e tivemos mesmo que esperar que alguém saísse para que pudéssemos entrar. Acredito que no outono com mau tempo cá fora e dentro de água quente na rua deve ser divinal.




Furnas
Uma das coisas que tinha em memória era deixar a panela com o cozido dentro de um buraco nas furnas e ir buscá-lo umas quantas horas depois. Agora o acesso está mais restrito, funcionando basicamente para restaurantes. Aproveitam também para cozer massarocas de milho (que são uma delicia).




Furnas - Água Azeda
Esta água que sai desta nascente é chamada água azeda, que é parecido com água com gás.




Miradouros
Por toda a ilha existem miradouros onde se pode observar a ilha. Fiquei admirada com a forma como a ilha está arranjada, zonas de piqueniques e de lazer em cada miradouro ou estrada. As coisas não dão sinais de estarem vandalizadas ou estragadas. Dá a sensação que os locais vivem muito a natureza aproveitando sempre que têm oportunidade de viver ao ar livre. Mesas, churrasqueiras, miradouros, caixotes do lixo e flores existem por todo o lado.




Zonas de Piqueniques




Hortênsias
Encontram-se em todas as zonas da ilha, seja à beira da estrada ou jardins.




Vacas
Mais uma das coisas que existem por toda a ilha, realçando a ruralidade da ilha.




Praias
As praias pela sua areia escura de origem vulcânica dá as praias uma beleza diferente. Lindas.





Piscinas Naturais da Lagoa
Para quem gosta de piscinas é uma boa solução. Não foi o que mais gostei, ficar deitada na pedra e não haver areia não é para mim sinonimo de descanso. 




Ilhéu de Vila Franca do Campo
Depois de uma hora e um quarto conseguimos apanhar o barco para o ilhéu. O ilhéu é bonito por ser muito natural, mas rocha por todo o lado e ainda por cima não ser lisa....nãaaaa.




Ilhéu de Vila Franca do Campo





Portas da Cidade de Ponta Delgada
Claro que quem vai a São Miguel perde pouco tempo em Ponta Delgada. É uma cidade pequena, com algum comércio e pouco mais. A beleza da ilha está fora do centro.




Igrejas
Todas as igrejas da ilha têm esta cor, pretas.




Casa ao Contrário
Nas furnas existe uma casa ao contrário. É ver e seguir.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Berlim...

Apesar de ter marcado uma "escapadinha" de fim de semana para maio, tinha medo que o tempo em Berlim nesta altura do ano pudesse estar mau. Mas temperaturas de quase 30 graus também não era bem o que estava à espera.
Fiquei três noites no hotel Easyhotel, localizado muito perto do centro da cidade e de transportes públicos.


Praça Alexanderplatz
Esta é uma das praças com mais movimento, tanto durante o dia como durante a noite.




Relógio Mundial
Um dos marcos da cidade também na praça alexanderplatz.




Torre de Televisão
Um dos marcos mais altos da cidade.




Coluna da Vitória
Um dos símbolos mais conhecidos da Alemanha é esta estátua dourada em bronze da deusa vitória no topo da coluna.




Jardim Tiergarden
Estes jardins são os maiores da cidade e é onde se encontra a Coluna da Vitória.





Portas de Brandemburgo
Tal como a Coluna da Vitória também as porta de Brandemburgo ficaram danificadas durante a segunda guerra mundial.





Parlamento
A cúpula do Parlamento é um local muito visitado porque oferece uma boa vista sobre a cidade. Apesar de não ser o local mais alto da cidade e não se encontrar no centro da cidade a marcação prévia é essencial para a visitar.





Catedral
Apesar de não ser católica tenho que admitir que quase sempre as catedrais são belos edifícios. 




East Side
Esta zona mais afastada da cidade é onde se encontra o maior troço do Muro de Berlim ainda intacto.




Muro de Berlim
O muro de Berlim foi construído em 1961, derrubado em 1989 e tinha 66km de comprimento.





Muro de Berlim
O governo de Berlim incentiva a visita do muro derrubado, tendo preparado a reconstrução de trechos do muro. Além da reconstrução de alguns trechos, está marcado no chão o percurso que o muro fazia quando estava erguido.




Exposições
Por todo o lado que se ande pela cidade, existem monumentos e marcos que representam o que passou nesta altura.




Checkpoint Charlie
Posto militar para a passagem de estrangeiros.




Checkpoint Charlie




Memorial do Holocausto
É um memorial em Berlim para vítimas judias do Holocausto.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Córsega...

Apesar de não sabermos bem o que íamos encontrar e esperar optámos por umas férias de uma semana na ilha francesa...a Córsega. Sem dúvida encontrámos algo que não estávamos à espera...uma ilha paradisíaca e com pouca gente. Adorei.
Algo que não estava à espera é que nesta ilha existissem poucos hotéis, muitos parques de campismos, os restaurantes são basicamente pizarias, os turistas franceses e italianos enchem a ilha e poucas pessoas falam inglês.



Calvi

Duas noites nesta cidade é mais que suficiente. 
As praias são giras mas não excepcionais, especialmente depois de ver o sul da ilha. A vila é pequena mas agradável.




Baía de Calvi
Mais uma vez o centro da vila é a volta da marina.





Praia
Na vila de Calvi apenas há uma praia, mas as mais bonitas encontram-se a 20 minutos de carro. A água não é tão quente como no sul da ilha nem a água tão transparente.




Vista Mar
Mais uma vez, esta paisagem é a alguns quilómetros da vila.




Vista Mar



Corte

Mesmo no centro da ilha, existe uma pequena vila rodeada por montanhas. É interessante pela paisagem que oferece, mas um par de horas é suficiente.


Cidadela




Praça




Vista da cidade




Rio Restonica



Porto Vecchio

A vila é muito agradável e sem dúvida que nas proximidades as praias são paradisíacas. Sem dúvida um destino a repetir.
Optámos por um bungalow num parque de campismo e sem dúvida foi o sítio onde mais gostei de estar. Estar numa pequena cabana, no meio da natureza é sem dúvida formidável. 
Estivemos lá quatro noites e achei pouco, ficava lá mais tempo. Claro que apenas tenho fotografias de praias. Amei.


























Bonifácio

Bonifácio é uma cidade perto de Porto Vecchio e tem vistas para o mar lindas. Fomos lá uma manhã e achei mais que suficiente.



Porto de Bonifácio




Vista Mar





Vista Mar




Praia
Existem praias na zona de Bonifácio que só são acessíveis por barco.




Escadaria do Rei de Aragão
Cravadas ao longo da falésia existem umas escadas e um corredor muito conhecidos nesta zona. 




Vila
Como em quase todas as vilas da ilha, existem estreitas ruas com comercio e restaurantes e as casas têm um aspeto velho e todas pintadas de castanho claro.



Bástia

Bástia é uma pequena cidade com prédios muito velhos no norte da ilha. Tem uma baía agradável junto à marina onde se encontram a maioria dos restaurantes.
Ficámos lá apenas uma noite e também acho que é mais que suficiente, uma vez que a cidade é pequena e apenas junto à marina é que tem algum movimento.



Marina
Mais uma cidade apenas com alguma agitação em redor da marina.




Marginal




Praça Saint-Nicolas




Porto